quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Para Refletir 2...

Imagem da Net
.
Oceano

"Diz-se que, mesmo antes de um rio cair no oceano,
ele treme de medo.
Olha para trás, para toda a jornada.
Observa os cumes das montanhas,
lembra dos vales,
do longo caminho sinuoso através das florestas,
através dos povoados,
e vê a sua frente um oceano tão vasto que entrar nele
nada mais é do que desaparecer para sempre.
Mas não há outra maneira.
O rio não pode mais voltar.
Ninguém pode voltar.
Voltar não é possível, na existência.
Você pode apenas ir.
O rio precisa se arriscar e entrar no oceano.
E somente quando se despeja nele,
é que o medo desaparece,
porque apenas então o rio saberá
que não se trata de sumir no oceano.
Mas tornar-se Oceano também...”
.
(autor desconhecido)
.

17 comentários:

Juliana Paez disse...

Amiga Linda...sensacional reflexão!!!

O rio é a dúvida que se instala, mas a coragem de nunca pararmos de fluir pela vida!!

Amei esse poste!!

Bjokas da Ju

João Videira Santos disse...

Um imenso sentido de palavras na grandiosidade da vaga...

A.S. disse...

Neli...

Quando nasce um rio ele sabe que o seu destino é ser oceano! Cada um dos seus regatos está a preparar-se para grandes aventuras!!!

Um beijo!
AL

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Cara amiga.

Penso que a vida é assim.
Esta metáfora de rio e oceano, que não são duas partes de um todo, mas um todo vivendo em duas partes.

Fica com os sonhos sempre.

Tuca disse...

Oi, Neli, linda reflexão!
Li este texto em um livro do Osho, creio que em "Uma xícara de chá".Se quiser, confirmo depois com você.
Um beijo da Tuca

.Lis disse...

Oi Neli
O rio desaguando no oceano é lindo demais e grandioso. Somos tao pequeninos quando lembramos da imensidao do oceano e o rio é isso, pequeno e alimenta -o.Gosto de rios,Neli e de saber que podemos ser úteis de alguma maneira.
Pesquisei o autor por curiosidade e concordo com a Tuca, parece ser do Osho , nao conheço suas escritas ele tem um blog "Palavras de Osho", é um guia espiritual, se nao me engano.
muitos abraços

Anita disse...

Somos abençoados todos os dias.
Hoje é um dia bom para adorar e celebrar a bondade do Senhor.

Um dia abençoado amiga querida.
Fica bem. Fica com Deus.
Anita (amor fraternal)

neli araujo disse...

Oi, Ju!

Obrigada, querida!

Pois é, quando a gente "treme de medo", sabe que a vida vai mudar para sempre!

Foi assim no início do meu processo de separação. Ainda bem que a gente acaba se tornando Oceano...

beijinho carinhoso,

neli

neli araujo disse...

Olá, João!

Benvindo aqui em meu blog!

Pois é, para que as vagas não nos "engulam", é necessário aquietar-se e boiar...

Um abraço,

Neli

neli araujo disse...

Olá, Albino!

Até nos comentários um ar de poesia! Muito bonito!

Um beijo,

Neli

neli araujo disse...

Oi, Aluísio!


Muito bonito o que escreveu, amigo! Gostei muito!

Obrigada pelo carinho,

Um beijo,

Neli

PS: Pode deixar que fico com os sonhos, sim! Estes, ninguém tira da gente! Obrigada!

neli araujo disse...

Oi, Tuca!

Obrigada pela informação, linda!

Se conseguir o nome do livro, eu gostaria muito de ler.

Ah, e também coloco o a informação correta no post!

beijinhos, amiga querida!

Neli

neli araujo disse...

Oi, Lis!

Obrigada pelas palavras carinhosas!

Vou procurar saber a informação correta, linda! É que meu tempo anda "correndo" novamente...

beijo carinhoso,

Neli

neli araujo disse...

Oi, Anita querida!

Obrigada pela visita e pelas palavras edificantes!

Gosto muito de você!

beijo fraterno,

Neli

Juliêta Barbosa disse...

Neli,

Que bela metáfora para o amor! Gostei do seu blog.Bjs

equívocos e obséquios=poemas disse...

Olá, querida Neli... Saudades!!! Lindo e profundo, esse poema= Para refletirmos MESMO!!!!! Bjsssssss

Neli Araujo disse...

Queridas Juliêta (Benvinda) e Jaqueline! (Você já é da casa,linda! rsrsrs)

Muito obrigada pelas palavras e pelo carinho.

Início das Aulas, início das correrias, hehehe

Além disso, outros projetinhos apaixonantes que pintaram no meu caminho! :)

Com isso meu tempo já desapareceu, hehehe

Desculpe responder assim, "no atacado!"

beijo muito carinhoso,

Neli