segunda-feira, 7 de junho de 2010

Apelo - Dalton Trevisan

Imagem da Net


 
Apelo

Dalton Trevisan


Amanhã faz um mês que a Senhora está longe de casa.
Primeiros dias, para dizer a verdade, não senti falta, bom chegar tarde,
esquecido na conversa de esquina.
Não foi ausência por uma semana: o batom ainda no lenço,
o prato na mesa por engano, a imagem de relance no espelho.


Com os dias, Senhora, o leite primeira vez coalhou.
A notícia de sua perda veio aos poucos: a pilha de jornais ali no chão,
ninguém os guardou debaixo da escada.
Toda a casa era um corredor deserto, até o canário ficou mudo.
Não dar parte de fraco, ah, Senhora, fui beber com os amigos.
Uma hora da noite eles se iam. Ficava só, sem o perdão de sua presença,
última luz na varanda, a todas as aflições do dia.


Sentia falta da pequena briga pelo sal no tomate — meu jeito de querer bem.
Acaso é saudade, Senhora? Às suas violetas, na janela,
não lhes poupei água e elas murcham.
Não tenho botão na camisa. Calço a meia furada.
Que fim levou o saca-rolha? Nenhum de nós sabe, sem a Senhora,
conversar com os outros: bocas raivosas mastigando.
Venha para casa, Senhora, por favor.



Tenham uma ótima semana!
beijos,
neli

10 comentários:

Lianara **Lia** disse...

Oi Neli!

Só damos valor depois que perdemos!

Beijos

Lia
Blog Reticências...

neli araujo disse...

Oi, Lianara!

É bem verdade isso que você falou!Então vamos valorizar antes de perder, não é mesmo?

Já estive por lá... e agora já sou sua seguidora, linda!

beijinhos e volte sempre!

Neli

quicas disse...

Sim, Neli, parece que as flores "sentem" falta de quem lhes dá ternura! Parece que isso as alimenta mais que a própria água!

(também é assim com as pessoas, não?)

Beijinho

neli araujo disse...

Olá, Quicas!

Pois é, todos queremos receber um pouco de ternura!

E algumas vezes, carinho e ternura alimentam mais que o próprio alimento!

Obrigada pela visita e pelas palavras!

beijinho,

Neli

Pelos caminhos da vida. disse...

Que seu dia hoje seja melhor do que ontem.

beijooo.

neli araujo disse...

Aninha querida,

Obrigada pelo desejo bom logo pela manhã!

Meu dia foi melhor, sim!

beijo carinhoso,

Neli

Luciana P. disse...

Este texto do Dalton é fabuloso. Adoro1 Sempre que o leio, sinto toda a sensibilidade do escritor ao escrever cada linha, que vai da razão à emoção de forma perfeita.

Beijos pra TI!

carmen disse...

A Senhora deu no pé, cansada de tantos afazeres e de tanta falta de gratidão, acho... rs

Infelizmente, muitos só percebem a perda depois de ficarem sós... fazer o que...

bjs, querida

neli araujo disse...

Oi, Lu!!!!!!

Na escola em que aprendi a datilografar, este era um dos textos favoritos de meu instrutor!

Datilografei inúmeras vezes, e acabei me apaixonando por ele! É lindo!

beijos, amiga!

neli

neli araujo disse...

Carminha querida,

hehehe garanto que deu no pé, hehehe

Pena que os filhos só percebem estas coisas quando não mais as têm!

É nóis na fita, não?

beijinhos saudosos,

neli