terça-feira, 7 de setembro de 2010

teu retrato...

"Trubie Mitchell" by Mary Elizabeth Mitchell



Tua imagem

Eu sei, é bobagem...

Atormenta,

Desconserta!

Mas o que é,

O teu retrato,

Se não um só momento

Em algum outro tempo

Que não volta mais?

E deste instante,

Já agora distante

E que pouco me diz,

Nem parte eu fiz...


neli araujo
2010




14 comentários:

lis disse...

Neli
Adoro Catedral com Zélia Duncan, é linda!
e o retrato, ah Neli é aquela recordação de um tempo que foi , desconcerta e faz chorar rs
boa noite, fique bem
obrigada da presença , vamos nos distraindo por aqui pra amenizar a violencia urbana em que vivemos.
deixo abraços

SolBarreto disse...

Lindo!
Retratos são eternas recordações detempos idos...vividos por nós ou não...
E quantas lembranças trazem...aromas, cores, sabores...

JULIANA PAEZ disse...

Retratos são eternos!!

Retratos jamais mentem, jamais escondem uma dor ou uma alegria.
É por isso que se faz tão presente em nossas vidas, simplesmente por ser verdadeiro sempre.

Lindo poste amiga!!

Bjokas da JU

sonho disse...

Retratos...são recordações de um momento...quando são olhados fazem nos recordar a todo o momento...
Beijo d'anjo

dragao vila pouca disse...

Neli, vi algures, foi no Renovar o Porto, "teu retrato" e vim logo a correr...Está parecido, sim senhora! E como também gosto da música, tudo perfeito!

Beijinhos de um Dragão que tarda, mas não falta.

Ester disse...

Oi querida amiga Neli!

Tem selo para vc em meu blog, apenas um carinho para agradecer sua amizade, mas fique à vontade para não pegar, ok?!

Beijo carinho!

Cida disse...

Muito lindo esse seu poema!
Você estava realmente inspirada!...:)

Beijinhos, e tenha um excelente final de semana.

Cid@

Gaspar de Jesus disse...

Excelente video NELI!
Adorei.
Bjs
G.J.

cleo toledo disse...

Lindo poema Neli.Thãnkiss querida amiga de sempre para sempre.

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Neli!

Esses retratos encontrados ao acaso e o pensar no que poderia ter sido...só mesmo deixando nascer este poema doce e melancólico como você é mestra em compor!

Lindo o seu retreato amado!

Um beijo!

Sonia Regina.

Rui Valente disse...

Como diz o meu conterrâneo [e portista "com orgulho"] Vila Pouca, um dragão tarda, mas não falha...

O importante realmente é não esquecer os amigos.

Um grande abraço

Luara Q. disse...

quanta intensidade!

neli araujo disse...

Gentes queridas!!!!!!!!!

Que alegria ver a carinha de vocês aqui no blog com seus comentários sempre tão queridos!

Obrigada por tudo!

Uma beijoca carinhosa,

neli

Ana Claudia disse...

Sempre achei que retratos são reincidências.

Um beijo, Neli