sexta-feira, 17 de abril de 2009

Sereno


A Masai warrior of Kenya wearing traditional adornments.
(Anthony Bannister—Gallo Images/Corbis)
.

E a lua cheia no céu surgiu
e fez revolta a água do mar
e então chamou: vem cá!
e o mar a lua beijou
e logo se enamorou...

E a brisa suave
de leve soprou,
cantou e encantou...
até o preguiçoso vento
assobiou e resfolegou...
E o guerreiro cansado
sua lança deixou de lado,
e adormeceu sereno...
.
neli araujo
2008
.

17 comentários:

Anita disse...

Amiga que o teu fim de semana seja como uma Música de Amor... e te faça sorrir do começo ao fim... ou como um Sonho... daqueles que nos fazem intensamente felizes, mesmo quando acabam... pois o Amanhã sempre traz uma Aurora, um Sopro de Esperança e um Gesto de Ternura...

Beijinhos e um maravilhoso fim de semana.
Fica bem. Fica com Deus.
Anita (amor fraternal)

dragao vila pouca disse...

Neli, como sempre, muito inspirada. Obrigado pela solidariedade para com os Dragões que foram batidos, mas não abatidos.

Um beijinho

Viviana disse...

Querida Neli,

Que belo este guerreiro Masai!

E que belo o seu poema!

Sempre palavras tão suaves...
temos até a sensação que são lindas plumas coloridas, vogando ao sabor da brisa.

Parabens, amiga linda

beijos

viviana

Rui Valente disse...

Isto já não é apenas veia poética, isto, é uma «fábrica» (de alta qualidade) de produzir «vitaminas» para a alma.

E essa «fábrica» chama-se: NELI

Mais uma vez, parabéns!

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Neli!Seu pensamento é pura magia:em seus pequenos poemas nos faz enxergar um filme inteiro!!!

Beijos,amiga!!!Sonia Regina.

Vivian disse...

...linda homenagem aos Dragões
guerreiros.

linda você.


bjs na alma.

Nanda disse...

Estou gostando de ver!

Bom vc não desistir de compartilhar!

Bjão!

Nanda disse...

Oi fiz um comentário e não estou achando.

Foi na quinta feira oferecendo um selinho que está lá no blog para vc, será que deu algum problema?

Avise-me! Bjão.

mulher lua disse...

Óptimo domingo, que a serenidade te continue a inspirar...

Veijios

talita disse...

Irmã

O poema é lindo, sempre que você junta os elementos "mar + lua + brisa" eu já tenho uma imagem feita na memória: a Praia das Cigarras, perto do Pontão!

Que você, ao ler este comentário, esteja totalmente refeita pelos 4 maravilhosos dias que você deverá ter tido em Vinhedo!

Beijo

Tuca

talita disse...

Bózinha, perdi a oportunidade de comentar seu poema sobre o tempo, mas me lembrei da noite que fomos ao Teatro Fecap e nos perdemos nos minhocões da vida. Às 9h00 as portas se fechariam, já eram 8h55 e nós ainda estávamos "nos achando".

Tentei acalmar os ânimos do grupo e disse: "Ainda temos 300 segundos pra chegar lá!".

Deu tempo!!!

Beijo

Tuca

Anita disse...

Se em cada lugar do mundo existirem pessoas como tu, o sol terá mais motivos para brilhar e a amizade um motivo certo para existir.

Que a tua semana seja maravilhosa!
Com carinho.
Fica bem. Fica com Deus.
Anita (amor fraternal)

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Neli!Nenhum guerreiro resiste à beleza de seus versos!!!

Beijos,amiga querida!Sonia Regina.

Anita disse...

Se o caminho te parecer demasiadamente longo... não fites a distância a percorrer... examina a beleza da paisagem!!!

Beijos.
Fica bem. Fica com Deus.
Anita (amor fraternal)

O Profeta disse...

Ó chamateia que fala da saudade
Ó canção que pões um brilho nos olhos
Ó mulher que tens a forma da viola
Ó que espalhas paixões aos molhos

E o cantar da meia-noite
A todos encanta e seduz
Cantar até que morra a voz
Cantar até que haja luz


Vem tocar uma Viola de dois corações



Mágico beijo

poetaeusou . . . disse...

*
e o mar
a lua beijou,
e ao som
do vento dançou
olhai o areal
enleio vai por ali,
nas palavras da Neli . . .
,
conchinhas, deixo,
,
*

E o pensamento voa... disse...

Queridas Gentes,

Foi muito bom voltar de viagem e encontrar tantos recadinhos carinhosos de vocês!

Desta vez vou responder "de baciada" porque o tempo está escasso... mas, deixo aqui meu eterno carinho por todos vocês que me são tão caros!

beijinhos mil,

Neli