quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

SEXTA-FEIRA - 1994

Quadro bordado - Grupo Matizes Dumont
.
SEXTA-FEIRA

São dezoito horas de uma sexta-feira como outras tantas... Sigo para a faculdade... No rádio toca uma música antiga: “The Look of Love” (orquestrada), e eu me transporto para outras épocas... Sinto-me só, os olhos úmidos e o coração apertado... No bar da pracinha o pessoal beberica e relaxa após uma semana de muito trabalho, greves e filas em postos de gasolina... Vislumbro um casal que se abraça... Está claro ainda, mas isto não os impede da entrega gostosa... Sinto uma certa inveja... Estou só... Sonho, e na minha fantasia você está me divertindo com suas histórias, falas engraçadas e com aquela ponta de timidez que percebi quando falamos ao telefone.

Puxa, sexta-feira à noite e o melhor programa que tenho é assistir a uma aula de Teoria da Literatura. A aula da Mônica é bonita, e aguça meu lado mulher... Entro na fantasia da “Moça Tecelã” de Marina Colasanti, e começo a tecer e destecer desesperadamente meu tapete, este mesmo que tantas vezes já teci e tive que desmanchar. Começo novamente, mas agora com cores mais bonitas, mais suaves, mais femininas... Sorrio satisfeita com o tapete da fantasia do meu amor, que estou criando. Você está lá, e nesta hora esqueço que algum dia o desapontamento e a decepção possam vir a me entristecer, com as imagens que meu coração acabou de tecer.

Na sala de aula você me sorri, no carro me acaricia, e no elevador me aperta de encontro ao seu corpo. Na cama rolamos gostosamente, sem saber mais onde começa e onde termina esta tapeçaria do prazer. Ela tem vida! Fantasias que por momentos tornam realidade minha fantasia... Ou será que tornam fantasia minha realidade? Difícil definir...

De repente ouço o professor Márcio emocionado, comentando a interpretação que a Mônica deu ao conto... me sobressalto, e lembro que estou lá na sala 12 da UNIb. Isto é real!

Mas, na minha memória ficam lembranças do tapete que teci...
Ficou lindo, e eu posso dizer que foi real!

Outubro de 1994

neli araujo
.

28 comentários:

bete disse...

Ô se foi. Tão real que tá aí, eternizado na net.

Forever.

dragao vila pouca disse...

Onde começa a realidade e acaba a fantasia? Não sei...só sei que muitas vezes a fantasia se torna realidade.

Beijinhos

Pelos caminhos da vida. disse...

Passei para deixar um abraço Neli.

beijooo.

Nanda disse...

Seu blog é muito bom de ver, parece que estamos numa galeria de arte. Parabéns!

manzas disse...

Interessante blogue,
Gostei e voltarei...

Sem nada saber
Sem nada dizer
Sem nada falar…
É um simples ser
Que expõem o seu pensar
Proferindo a frase certa…
Ao descrever o seu ver
Distingue-se ao escrever
Como um louco poeta

O abraço…

Vilma disse...

Lindo!!!

Violeta disse...

Há sonhos assim, reais...

Viviana disse...

Querida Neli,

Encantador!

Deixei-me envolver.

Fez-me sorrir, e pensar com muito carinho, como é terna e meiga, a minha linda e boa amiga Neli.

Um abraço
viviana

FRAN "O Samurai" disse...

Oi Neli!

Voltei, depois de arrumar meu computador! Hehehe!

Acho que todos nós temos tapetes em nossa vida. Foi encantador poder ler esse texto. Viajei junto contigo em suas palavras e me trouxe recordações das aulas.

Sexta-feira é um dia de certa magia, um dia inspirador para aproveitar a noite. Mas ultimamente está servindo de descanço mesmo. Hehehe.

Estava com saudades de passar por aqui.

Um beijo querida.

carmen disse...

Quanta tecelagem...
Muito bonito, você conseguiu brincar com as palavras, tecendo frases e sonhos, entremeando sonhos com realidade.

bjs

Anita disse...

Vivemos com o que recebemos, mas marcamos a vida com o que damos!

Desejo-te um dia radioso.
Beijinhos.
Fica bem. Fica com Deus.
Anita (amor fraternal)

neli araujo disse...

Oi, Betinha! É mesmo...sabe que não tinha pensado nisso?

Forever, babe!

neli araujo disse...

Oi, Dragão!

Tomara que suas palavras sejam proféticas e a fantasia se torne realidade, hehehe
beijos

neli araujo disse...

Obrigada pelo abraço, Aninha!

neli araujo disse...

Obrigada, Nanda!

Gostei do seu blog também, linda! beijinhos

neli araujo disse...

Olá Moisés!

Seja benvindo em meu blog!
É um prazer receber vocês por aqui!
Volte sempre!
Um abraço

neli araujo disse...

Você que é linda, Vilminha!
beijos em você e na filhota querida!

neli araujo disse...

Oi, Violeta!

Que bom que veio conhecer meu espaço. Seja benvinda!

beijo carinhoso,

neli araujo disse...

Vivi querida,

Você que é um encanto de amiga, de alma boa, muito boa!

Obrigada pelo carinho, linda!

beijinhos

neli araujo disse...

Olá, Fran!

Obrigada pela visita!

Já estava sentindo sua falta por aqui e por aí...Sempre cruzo com a Déia em algum blog conhecido ou aqui, mas você andava realmente sumido, hehehe

Que bom que está de volta!
Obrigada pelo carinho, amigo!

beijocas

neli araujo disse...

Oi, Carminha linda!

Obrigada pelo comentário...não tinha percebido que havia entremeado sonhos e realidade...legal!

Olha, se tiver um tempinho, clica neste meu texto nas palavras: "Moça Tecelã" de Marina Colasanti.(é um link para o conto) Este conto dela vale a pena ser lido. É muito lindo, e foi ele que deu origem a este post!

Beijinhos, amiga!

neli araujo disse...

Oi, Anita!
Tenha uma quinta-feira abençoada, linda!
beijocas,

Déia Arakaki disse...

Oi Neli Querida!!

Todos nos em nossa caminhada tecemos nossos tapetes né..
Muitas vezes o tecemos, perdemos algum ponto, e cabe a nos voltar e recomeçar!!
As vezes é duro terminar de tecer, mais vale a pena!!
Construimos uma linda obra e no final ainda temos e levamos a vantagem de termos aprendido muito , tecendo nossa obra de arte (vida).
Obrigada pelo carinho semrpe presente e constante em meu blog viu querida!!
Adorei o trecho que deixastes em meu blog de Mario Quintana adorei!!
Beijinhos de luz querida!!

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Querida Neli!Nos parecemos muito:também teço meus tapetes e quando adormeço me pergunto o que é verdade,a vida que vivo ou os tapetes que teço?

Lindo,lindo texto!!!

Essa inveja do bem eu também fui apresentada a ela:é um querer ter sem que o outro perca nada.

Você é fantástica,beijos amiga querida!Sonia Regina.

Anita disse...

Mantendo o sorriso nos lábios, faço os outros sorrirem.
Os lábios que se abrem num sorriso bom, amigo, alegre e espontâneo são como uma flor da qual depende o suave perfume da ternura divina.

Tem um lindo fim de semana.
Beijos.
Fica bem. Fica com Deus.
Anita (amor fraternal)

neli araujo disse...

Déinha querida,

Que bom te ver por aqui!

Minhas aulas já recomeçaram, então eu tenho que fazer tudo aos pouquinhos!

Já tinha te lido ontem, mas só agora consigo escrever com calma.

Eu é que tenho que agradecer seu carinho sempre, linda!

E assim a gente vai tecendo esta tapeçaria da amizade, linda!

beijinhos

neli araujo disse...

Soninha,

Até os sonhos que tecemos são reais!
Fazem parte dos nosso mais íntimos desejos, aqueles que às vezes só Deus conhece.

Mas fazem parte da nossa essência.

beijo carinhoso, amiga!

PS: Nós ainda vamos nos identificar com muitas coisas, rsrsrs

neli araujo disse...

Obrigada, Anita!

Tenha um final de semana abençoado com a sua família!
beijocas carinhosas